Ligue Agora! (11) 3251-1895
viaconsolato@mail.com
EnglishItalianPortugueseSpanish

Confira as principais dicas para tirar sua cidadania italiana

Você já leu como tirar sua cidadania italiana e está decidido em dar entrada no processo? Ótimo! O primeiro passo foi dado. Agora é hora de começar com o processo de documentação, registro e demais etapas para conseguir o tão sonhado passaporte europeu.

Por isso, não deixe de conferir neste artigo as principais dicas para tirar sua cidadania italiana e não ter “dor de cabeça” durante o processo!

Faça sua árvore genealógica

Quem nunca teve curiosidade para montar a árvore genealógica da família, não é mesmo? Mas, no processo de tirar sua cidadania italiana, a curiosidade se transforma em necessidade para o andamento das próximas etapas.

A árvore genealógica é o primeiro passo que vai te orientar a procurar as informações, certidões e toda a documentação sobre seus antepassados. Você pode começar pelos seus dados e depois avançar até chegar ao seu “dante causa” (a pessoa que deu origem ao seu direito de utilizar a cidadania italiana).

Consiga a certidão de nascimento de seu dante causa

Extremamente necessário que se tenha a certidão de nascimento da pessoa que dá o direito à cidadania italiana. Ela comprova se ela era de fato italiana, desde que as informações estejam corretas e válidas.

Para conseguir este documento, você deve acessar o site da prefeitura da cidade de origem do seu antepassado (Comune Italiana) e procurar pelo ofício “Stato Civili” para fazer a solicitação. Para isso, tenha o nome completo do seu dante causa, o ano de nascimento, nome dos pais e a cidade de origem.

Detalhe importante: para ser considerado italiano, o seu antepassado devera ter falecido após 17 de março de 1871 após se migrar para o Brasil. Isso porque naquele ano a Itália se unificou, e seu antenato (antepassado) precisaria ter vivido na Itália unificada!

Veja se tem direito à cidadania de derivação materna

Essa é uma das dúvidas mais frequentes que existem, já que foi difundida a ideia de que descendentes de mulheres italianas não podem tirar sua cidadania italiana. Mas, vamos entender o que de fato acontece nessa história.

Atualmente, considera-se que as mulheres que nasceram na Itália e se casaram com um estrangeiro antes de 1 de janeiro de 1948 perdiam sua cidadania italiana. Logo, por consequência, seus filhos que nasceram antes daquela data também não tinham direito à cidadania italiana. Era conferido a ele somente a nacionalidade de seu pai ou do local em que nasceu.

Mas, com a entrada em vigor da Constituição Italiana em 01/01/1948, todas as mulheres que se casaram e tiveram filhos após essa data poderiam transmitir a sua nacionalidade para os seus descendentes. Em resumo: os filhos de mulheres italianas que nasceram antes de 1948 não receberam o direito à cidadania italiana. Mas, isso pode mudar em breve.

Um projeto de lei na Itália prevê a ampliação do público apto a tirar sua cidadania italiana. Isso inclui as mulheres que se casaram com estrangeiros antes de 1948 e poderão ser consideradas cidadãs italianas. Logo, os filhos nascidos antes daquele ano e que perderam a cidadania também serão considerados italianos, o que possibilitará aos seus descendentes o reconhecimento da cidadania.

Mas, por enquanto ainda é um projeto. Se o seu caso for justamente um antepassado que nasceu antes de 1948 e você quer tirar sua cidadania italiana, saiba que é possível abrir uma ação judicial na Itália para tornar o seu direito reconhecido.

Busque mais informações sobre seu antenato

Se você está tendo dificuldades em encontrar mais informações sobre o seu antepassado, você pode contar com o suporte de sites e ferramentas como o Family Search. Esse é um site que reúne informações e milhares de fotos dos livros de registros de vários países para ajudar pessoas a buscarem a história de sua família. A iniciativa foi desenvolvida pela igreja dos mórmons. Para poder realizar a pesquisa, é necessário se cadastrar.

O My Heritage também é um portal que auxilia a montar a árvore genealógica, subir fotos e compartilhar com as pessoas. E ainda temos o Museu da Imigração do Estado de São Paulo, importante acervo da história que reúne registros como a lista de passageiros dos navios, fotos dos imigrantes em hospedarias, cartas e uma série de informações que podem te dar pistas importantes de seu antepassado.

Contrate uma assessoria para tirar sua cidadania italiana

Contratar uma assessoria como a Via Consolato para tirar sua cidadania italiana é também contar com facilidade e agilidade, já que ela vai intermediar e lhe auxiliar em todo o processo.

Por estabelecer uma comunicação com os órgãos italianos, é indispensável que se tenha o domínio da língua italiana, e caso você opte por tirar sua cidadania na própria Itália, é melhor pedir auxílio a quem sabe falar italiano para resolver o processo de moradia, por exemplo.

Além disso, com uma assessoria você poderá contar com ajuda na hora de reunir toda a documentação, traduzir e apostilar, seguindo as exigências das normas do consulado. Esses e outros serviços de intermediação que uma consultoria presta podem deixar o seu processo menos trabalhoso.

Gostou das dicas para tirar sua cidadania italiana e garantir o tão sonhado passaporte europeu? Monte sua árvore genealógica, busque documentos e informações sobre seus antepassados, verifique se sua cidadania vem de uma derivação materna e contrate uma assessoria para auxiliar você em todos os trâmites do processo.

Por isso, fale agora mesmo com a Via Consolato! Consultoria especializada no processo de reconhecimento da cidadania italiana!