Ligue Agora! (11) 3251-1895
contato@viaconsolato.com.br
EnglishItalianPortugueseSpanish

Vale a Pena Comprar Casas e Imóveis na Itália?

Além de possuir uma grande riqueza cultural, a Itália é reconhecida como um dos países mais bonitos do mundo. A capital Roma, por exemplo, é recheada de lugares ricos em arte, arquitetura e história. Como consequência disso, muitas pessoas desejam visitar o país ou até mesmo comprar casas e imóveis na Itália.

Nesse sentido, em relação a essa segunda possibilidade, será que é um bom negócio adquirir imóveis na Itália? A resposta para essa pergunta depende de alguns fatores específicos, tais como:

  • Os valores dos imóveis;
  • A comparação entre as vantagens e desvantagens de alugar ou comprar; e
  • As taxas e impostos que são cobrados.

Por isso, para que você descubra se, de fato, vale a pena comprar imóveis na Itália, vamos detalhar abaixo cada um desses aspectos. Confira!

Quais os valores médios dos imóveis na Itália?

Há uma boa oferta de imóveis na Itália em quase todas as principais cidades do país. Sendo que, em relação aos valores médios, existem variações de acordo com o local.

Em Roma, onde estão os imóveis mais caros, o valor médio do metro quadrado é de cerca de 3.100 euros. Assim, o valor total dos imóveis, dependendo da localização (no centro ou em outras regiões da cidade) e do tamanho, varia entre 150 mil e 720 mil euros.

Já em Milão, que, na prática, é a capital financeira da Itália, os valores praticados são os seguintes:

  • Valor médio por metro quadrado (2.900 euros);
  • Valor médio dos imóveis com a variação de acordo com o tamanho e a localização (140 mil a 630 mil euros).

Obviamente, existem outras cidades italianas que também possuem bons imóveis à venda. Algumas delas são:

  • Turim;
  • Verona; e
  • Nápoles.

Observação: os valores médios citados acima foram levantados antes da pandemia de Covid-19. Assim, é possível que tenham acontecido mudanças consideráveis nos últimos meses.

Como escolher e comprar imóveis na Itália?

Como já foi destacado, existem diversas cidades italianas com imóveis (de variados preços e tamanhos) à venda. Desse modo, para escolher e comprar o seu imóvel (de acordo com o seu orçamento e as suas preferências – localização e tamanho), o ideal é que você comece fazendo uma boa pesquisa em sites confiáveis, como o Immobiliare.it e o Casa.it.

Contudo, é importante visitar o imóvel pessoalmente e contar com o auxílio de uma imobiliária na hora de fechar negócio. Isso garantirá mais segurança e celeridade em relação às questões burocráticas (legais).

O que vale mais a pena: comprar os imóveis ou apenas alugá-los?

Naturalmente, quando alguém pensa em comprar um imóvel, sempre fica o questionamento sobre a possibilidade de apenas alugá-lo. Nesse sentido, essa decisão (de comprar definitivamente ou apenas alugar) deve ser feita levando em conta os seguintes aspectos:

  • A sua condição financeira;
  • As condições de pagamento do imóvel no caso da compra; e
  • Se a sua pretensão é morar definitivamente na Itália ou apenas passar alguns meses/anos.

Analisando essas questões, fica mais fácil saber o quanto vantajoso será o custo/benefício de comprar ou alugar o imóvel.

Como funciona a questão das taxas e impostos sobre imóveis na Itália?

No momento de comprar imóveis na Itália, é importante se atentar também para as taxas e impostos que são cobrados. Eles devem ser considerados já no seu orçamento inicial.

O principal imposto é o IVA (Imposto sobre o Valor Agregado). Ele varia de acordo com o “tipo” do imóvel, seguindo as seguintes porcentagens:

  • 20% sobre imóveis usados;
  • De 10% a 20% sobre imóveis novos; e
  • 4% sobre imóveis construídos de forma independente.

Também há uma taxa relativa ao registro da propriedade. Sendo que, se o imóvel ficar na área urbana, essa taxa é de aproximadamente 10%. Enquanto que, em áreas rurais, é de até 17%.

Outras questões sobre as quais podem incidir taxas são o registro do contrato e os honorários da imobiliária.

Conclusão

Como ficou claro, dependendo da sua condição e dos seus interesses, realmente pode valer a pena comprar imóveis na Itália. Sendo que, naturalmente, quem não é italiano nato ou naturalizado e faz esse tipo de aquisição com a intenção de efetivamente morar na Itália, também deve cuidar das questões relacionadas à obtenção da cidadania italiana.

Você está precisando de auxílio para resolver questões burocráticas (compra de imóveis, obtenção da cidadania…) na Itália? Então entre em contato com a Via Consolato agora mesmo para conversar com um dos nossos especialistas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *